Taís Araújo e Zeca Camargo serão os apresentadores do Prêmio Empreendedor Social

Publicado em em Prêmio Empreendedor Social.

tais-araujo-e-michele-em-mister-brau-ligada-as-tendencias-da-moda-ela-e-empresaria-e-bailarina-do-marido-brau-lazaro-ramos-1442244063758_1920x1080

A dupla comandará a apresentação do evento que divulgará os ganhadores do Prêmio Empreendedor Social, Empreendedor Social de Futuro e Escolha do Leitor. A cerimônia de premiação será em 6 de novembro, às 19 horas, no Teatro Porto Seguro, em São Paulo. O credenciamento à imprensa pode ser solicitado pelo e-mail betania.lins@printeccomunicacao.com.br

 São Paulo, 1º de novembro de 2017 – A atriz Taís Araújo e o jornalista Zeca Camargo aceitaram o convite da Folha de S.Paulo e da Fundação Schwab para apresentar a 13ª edição do Prêmio Empreendedor Social. O evento acontece na próxima segunda-feira, 6 de novembro, no Teatro Porto Seguro. Na ocasião, a dupla comandará a homenagem aos vencedores e finalistas do concurso que reúne empreendedores de negócios de impacto social e gestores de organizações inovadoras. Em destaque entre os finalistas, iniciativas e soluções para a melhoria dos serviços de microcrédito para a base da pirâmide; aplicativo para a coleta de assinaturas para projetos de lei de autoria popular; metodologia para administrar prisões de maneira humanizada; nutrição saudável nas periferias; consultas oftalmológicas e óculos de baixo custo; e mobilização para vencer os gargalos educacionais via formulação de políticas públicas no setor.

Entre as atrações da cerimônia de premiação – no dia 6 de novembro, a partir das 19 horas – o pocket show da cantora Tiê e a apresentação de uma cena de O Homem de la Mancha, interpretada pelo ator Cleto Baccic. Um coral formado por crianças de Iêmen, Jordânia, Palestina, Síria, Nigéria, República Democrática do Congo e Angola, cantando músicas brasileiras e internacionais, promete emocionar os presentes. Formado por meninos e meninas com idades entre 3 e 12 anos, o Coração Jolie é uma iniciativa da ONG IKMR (I Know My Rights, Eu Conheço Meus Direitos, em livre tradução).

Musa engajada e jornalista viajado

Com presença na edição 2017 da lista dos 100 afrodescendentes com menos de 40 anos mais influentes do mundo – Most Influential People of African Descent – promovida pela MIPAD, organização que aponta, anualmente, os afrodescendentes que fazem a diferença; e defensora das mulheres pela ONU Brasil, Taís Araújo conta que conhece o Prêmio Empreendedor Social e considera o reconhecimento fundamental para uma sociedade que busca o desenvolvimento para todos.

“A minha expectativa para o evento é a melhor possível. Quero, cada vez mais, estar perto e conhecer pessoas que trabalhem pelo bem da nossa sociedade; pessoas com a consciência de que a melhoria da vida de cada indivíduo gera impacto na vida de todos nós”, afirma a atriz, acrescentando que “como cidadã, eu me sinto muito estimulada em trabalhar para a melhoria da nossa sociedade; acredito que essa responsabilidade passe sim por comprometimento político, mas também é de responsabilidade nossa, a sociedade civil”, finaliza.

Zeca-Camargo1Na análise do jornalista e apresentador Zeca Camargo – colunista da Folha de S.Paulo – mais do que um prêmio, o Empreendedor Social é uma inspiração. “Para mim, tão importante quanto reconhecer estes trabalhos é fazer com que as ideias e a energia dos finalistas possa se espalhar e contagiar outros brasileiros transformadores”, afirma.

Taís Araújo

A atriz, apresentadora e jornalista carioca Taís Araújo tornou-se um dos nomes mais amados das telas e palcos brasileiros. Na atualidade, aparece em três projetos que revelam a versatilidade: protagoniza a série Mr. Brau, da tevê Globo – que retorna para sua quarta temporada em 2018; segue em turnê pelo Brasil com a peça O Topo da Montanha, montagem que produz e encena com o marido Lázaro Ramos e pela qual foi indicada ao Prêmio Shell de melhor atriz; e integra, em 2017, o programa Saia Justa, no canal GNT, como uma das apresentadoras. Os planos para 2018 incluem o lançamento de Pixinguinha – Um Homem Carinhoso, longa dirigido por Denise Saraceni no qual interpreta Beti, a esposa do lendário sambista.

Superlativa, e também conhecida em países como Argentina, Angola, Moçambique e Chile, ela acumula prêmios e títulos no mundo inteiro por sua força cênica e também por sua representatividade, tendo já sido citada em matéria do jornal inglês The Guardian como um exemplo para as brasileiras, e eleita uma das mulheres mais guerreiras e estilosas pela revista Vogue América, a bíblia da moda mundial. Fontes recentes ainda a apontam como a mulher mais notável entre os jovens (Pesquisa Qualibest), uma dos cinco artistas mais influentes da televisão e internet no País (Pesquisa Meio & Mensagem) e a brasileira mais respeitada, confiável, inovadora e a que mais atinge a massa dentre os casais de celebridades do País (Pesquisa Ilumeo).

Taís começou sua trajetória como modelo e encenando em grupos de teatro amador, numa história que já ultrapassa 20 anos de carreira profissional – estreou em 1996 na televisão, em Tocaia Grande, da extinta Rede Manchete. Apenas um ano depois, em 1997, faria sua primeira protagonista em Xica da Silva, também na emissora. De lá para cá fincou os pés na Rede Globo e ostenta um currículo de 11 novelas, sendo sete delas como protagonista e cravando personagens memoráveis em obras como Da Cor do Pecado, Viver a Vida e Cheias de Charme, além de ter participado de três séries televisivas e apresentado o programa Superbonita, no GNT. No teatro, acumula 10 peças, sendo três atuando e produzindo e, no cinema, soma oito filmes – no festival de Gramado, recebeu um Kikito de melhor atriz por sua personagem em As Filhas do Vento. O mais recente é O Roubo da Taça, de Caíto Ortiz.

Zeca Camargo

As páginas de vários passaportes contam visitas a mais de 100 países. Em suas andanças mundo afora, encontrou culturas ímpares, viu cenários deslumbrantes, experimentou pratos atípicos e esteve frente a frente com meio mundo do universo pop: de Paul McCartney a Mick Jagger, de Madonna a Lady Gaga, são poucos os grandes artistas que ele ainda não entrevistou.

Mineiro de Uberaba (Minas Gerais), Zeca começou a sua carreira em 1987, como repórter no mundo da música – quando foi convidado pela Folha de S. Paulo para cobrir um show, em Roma. De volta ao Brasil, foi chamado para trabalhar na Gazeta de Notícias. Na MTV Brasil, tornou-se diretor de jornalismo e apresentou o programa MTV no Ar. Em 1994, apresentou o programa Fanzine (TV Cultura); mais tarde virou editor da revista Capricho.

Em 1996, Zeca foi chamado pela Rede Globo para apresentar o quadro Altos Papos, no Fantástico. Fez a série Aqui se Fala Português e A Fantástica Volta ao Mundo, primeira série de reportagens totalmente gerada pela internet e não por satélite. Na Globo, foi um dos criadores e apresentador do reality show No Limite. Em novembro de 2013, após 15 anos como apresentador do Fantástico, Zeca assumiu o comando do Vídeo Show, substituindo André Marques. Desde 2015 é um dos apresentadores do programa É de Casa. Escritor, é autor de Eu ando pelo Mundo: Paris; A Volta ao Mundo por Patrimônios da Humanidade; De A-Há a U2: os bastidores das entrevistas do mundo da música; e 1.000 Lugares Fantásticos no Brasil, entre outros.

PREMIAÇÃO

Realizado em parceria com a Fundação Schwab, o concurso chega à 13ª edição com a indicação de Bernardo Bonjean (Avante); Hamilton Henrique da Silva (Saladorama); Ralf Toenjes (Associação de Apoio Renovatio); Renan Ferreirinha, Tábata Amaral e Lígia Stocche (Movimento Mapa Educação); Ronaldo Lemos (Instituto Tecnologia e Sociedade); e Valdeci Ferreira (Fraternidade Brasileira de Assistência ao Condenado).

Criado em 2005 pela Folha de S.Paulo e Fundação Schwab – correalizadora do Fórum Econômico Mundial de Davos e idealizadora do concurso no mundo –, o Prêmio Empreendedor Social tem o objetivo de selecionar e fomentar os líderes socioambientais mais empreendedores do Brasil – que desenvolvam iniciativas inovadoras, sustentáveis e com comprovado impacto socioambiental. O Folha Empreendedor Social de Futuro, por sua vez, é dedicado aos líderes sociais de até 35 anos que estão à frente de iniciativas mais recentes, com um a três anos de atuação. Criada pela Folha de S.Paulo em 2009, essa premiação utiliza os mesmos parâmetros internacionais da Schwab para avaliar e contemplar propostas inovadoras que ainda precisam de visibilidade e de capacitação para aumentar sua atuação e influência.

O Prêmio Empreendedor Social tem patrocínio de Coca-Cola, IEL (Instituto Euvaldo Lodi) – uma iniciativa da CNI (Confederação Nacional da Indústria) – e Fundação Banco do Brasil. Conta com a Latam como transportadora oficial e o apoio do Instituto C&A e do Teatro Porto Seguro, além da parceria estratégica de ESPM, FDC, Insper e UOL.

FINALISTAS DE 2017

PRÊMIO EMPREENDEDOR SOCIAL

Bernardo Bonjean | Avante

CEO da fintech Avante, Bernardo Bonjean é formado em Administração e já trabalhou em bancos como o Pactual; foi sócio da XP Investimentos – que recentemente recebeu um investimento de mais de R$ 5 bilhões do Itaú. Em Harvard, realizou o curso OPM (Owner/President Management), onde formou seus valores de empreendedor. Desde então, Bernardo sentiu que o mercado financeiro poderia fazer mais para reduzir desigualdades econômicas, o que o levou a criar a Avante, uma instituição de microcrédito focada em empreendedores da base da pirâmide.

Para ajudar a mitigar os problemas de calote neste grupo de alta vulnerabilidade, a Avante centra os investimentos em tecnologia e no treinamento de agentes de crédito. Tecnologia para entender o perfil de cada cliente e, assim, gerar um score de crédito mais confiável; agentes para dar um olhar humano aos desafios e necessidades dos clientes. A Avante opera em 116 cidades pobres do Nordeste, oferecendo microcrédito com taxas entre 2,5% e 5,4%. A atuação do microcrédito da Avante é direcionada para cidades com até 50% da média de renda nacional, atingindo um público normalmente negligenciado pelos bancos de varejo.

Ronaldo Lemos | Instituto Tecnologia e Sociedade

Colunista da Folha de S.Paulo, Ronaldo Lemos é professor na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e fundou o Instituto Tecnologia e Sociedade (ITS) para explorar todos os potenciais do uso de inovações tecnológicas para alcançar fins sociais e políticos, por meio de educação e pesquisa. Seguidor do economista e filósofo indiano Amartya Sen, Lemos acredita que o acesso à tecnologia representa uma grande expansão das capacidades humanas, dentre elas, a de impactar políticas públicas.

O ITS opera em diversas frentes, sendo as duas principais advocacy em direitos na internet e participação pública digital. Em seus esforços de advocacy, o ITS já influenciou o Supremo Tribunal Federal (STF) em decisões sobre o direito ao esquecimento e na promulgação do Marco Civil da Internet – que protege a neutralidade da rede, além de outros direitos. Para aumentar a participação social na legislação, o ITS desenvolveu o aplicativo Mudamos, que inova ao criar uma assinatura digital com validade legal, capaz de ser usada para assinar petições em projetos de lei. A ferramenta já influenciou legislações em ao menos duas capitais, sendo uma delas uma lei antipoluição.

Valdeci Ferreira | Associação de Proteção e Assistência ao Condenado

Em 1983, Valdeci Ferreira visitou uma prisão pela primeira vez e não resistiu por mais de 15 minutos, pensando quão pequeno era defronte à situação dos encarcerados. Quatro anos depois, Valdeci fundou a Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (APAC), em Itaúna (Minas Gerais) – e criou uma metodologia para administrar e assistir prisões no Brasil, presente hoje em 19 países. Baseadas em uma rotina de 12 passos inspirada em valores cristãos, as APACs são conhecidas por serem prisões nas quais os internos detêm as chaves das próprias celas.

Em 1995, Valdeci fundou a Fraternidade Brasileira de Assistência ao Condenado (FBAC) para ajudar a organizar as atuais 48 APACs em uma federação, com o objetivo de chegar a um diálogo mais produtivo com o poder público. Além das APACs atuais, que beneficiam 3.500 internos, já existem 150 em fase de implementação. Hoje, a FBAC funciona supervisionando a metodologia das APACs e negocia com governos estaduais a implementação das novas “cadeias humanizadas”. Ao contrário do nível de 85% de reincidência nas cadeias comuns, as APACs – geridas indiretamente pela FBAC de Valdeci – mostram índices próximos a 28%. Há outros atributos de performance que destacam vantagens frente às cadeias tradicionais.

PRÊMIO EMPREENDEDOR SOCIAL DE FUTURO

Hamilton Henrique da Silva | Saladorama

Hamilton Henrique da Silva, 29 anos, fundou o Saladorama em 2014. A ideia do negócio, que busca democratizar o acesso à alimentação saudável, surgiu depois de uma experiência própria do empreendedor. Aos 20 anos, Hamilton conseguiu uma bolsa de estudos em um curso de engenharia no Rio de Janeiro, onde conheceu o conceito de negócio de impacto – que o levaria mais tarde a trabalhar em um coworking em Botafogo, que oferecia refeições aos usuários. Foi lá que Silva percebeu a falta de opções de comida saudável na periferia.

Nasceu assim o Saladorama, negócio social que fornece alimentos saudáveis a baixo custo via delivery e restaurantes próprios. Além disso, oferece oficinas de formação para pessoas de comunidades que querem empreender seus próprios restaurantes ou trabalhar nos restaurantes da rede. Hoje, o negócio social conta com cinco unidades que operam como delivery e/ou restaurante em Florianópolis (SC), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Sorocaba (SP) e São Luís (MA). O fornecimento de alimentos e as formações, oficinas e palestras sobre o tema já alcançaram cerca de 28 mil pessoas.

Renan Ferreirinha, Tábata Amaral e Lígia Stocche | Movimento Mapa Educação

O Mapa da Educação surgiu de um encontro, em 2013, de três adolescentes que estudavam em Harvard e no MIT, nos Estados Unidos. Motivados por histórias e contextos pessoais diferentes, Renan Ferreirinha (23 anos), Tábata Amaral (23 anos) e Lígia Stocche (27 anos) se engajaram para criar o movimento com a certeza de que a educação é o único caminho para um país menos desigual e mais próspero. Em 2014, prepararam o Manifesto Mapa do Buraco, apontando os principais gargalos da educação brasileira.

A intenção era disponibilizar um documento robusto que pudesse orientar todo candidato a cargo eletivo no Brasil – que tivesse como plano avançar com a educação no país. Foi então que decidiram criar o Movimento Mapa Educação e mobilizar os jovens a partir de dois pilares: a fiscalização política e a produção de conteúdos que qualifiquem o debate e tornem a educação uma prioridade na agenda nacional. Em 2016, debateram sobre educação com candidatos à prefeitura do Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, além do Ministério da Educação e Câmara dos Deputados. Nesse mesmo ano, mobilizaram 200 jovens e mapearam iniciativas dessa juventude para melhoria da qualidade da educação.

Ralf Toenjes | Associação de Apoio Renovatio

Ralf Toenjes, 26 anos, fundador da Renovatio, é formado no Insper (SP) em Economia e Negócios e em Direito pela USP. Em 2013, conheceu uma tecnologia alemã de fabricação de óculos a baixo custo, o OneDollarGlasses. Na volta ao Brasil, identificou que 42 milhões de brasileiros precisam de óculos e não sabem.  Para mudar essa realidade, criou em 2014 a Associação de Apoio Renovatio, com a missão de democratizar o acesso à visão no Brasil.

A Associação opera por meio de mutirões oferecendo consultas oftalmológicas e óculos de grau. Os atendimentos são realizados por oftalmologistas voluntários em um ônibus equipado que permite ao paciente já sair com o diagnóstico e com os seus óculos. Para a produção dos óculos, foi fundada em 2014 a ótica VerBem. O modelo de vendas se divide em compre um, doe um (óculos a partir de R$ 119), valores mais acessíveis (óculos a partir de R$ 39) e óculos grátis (viabilizado pelas parcerias com empresas e ONGs). Hoje, a Renovatio conta com parceiros como Bank of America, Atento, eÓtica, Giv.On – que já aportaram mais de R$ 680 mil na startup que distribuiu mais de 15 mil óculos, em 17 Estados brasileiros.

1ArteFolha_23outubro

MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

Printec Comunicação www.printeccomunicacao.com.br

Visite a página da Printec Comunicação no Facebook

Betânia Lins betania.lins@printeccomunicacao.com.br

Vanessa Giacometti de Godoy vanessa.godoy@printeccomunicacao.com.br

Fone: (11) 5182-1806 / Celular: (11) 9 9274-9651