Beone, Fófuuu e Pickcells são os destaques do “Artemisia Lab: Saúde e Bem-Estar”

1ArtemisiaLab_Ganhdores

- O programa da Artemisia, em parceria com o Instituto Sabin, selecionou os três negócios de impacto social participantes mais promissores do setor de saúde; startups que apresentam soluções inovadoras com alto potencial de impactar a população de baixa renda. Os empreendedores vão receber mentorias pós-programa. 

- A primeira edição do Artemisia Lab: Saúde e Bem-Estar contou com 17 startups alinhadas aos eixos Gestão e Acesso à Saúde; Alimentação e Nutrição; Vida Saudável; Terceira Idade; Saúde da Mulher; e Medicina Diagnóstica.

São Paulo, 12 de setembro de 2017 – O pé diabético, doença que atinge 422 milhões de pessoas no mundo e que se tornou uma condição grave nos países mais pobres, pode ser  tratado por uma solução inovadora, acessível e rápida para o tratamento. Uma outra doença, a fissura labiopalatina –  que acomete uma em cada 650 crianças brasileiras – é objeto de atuação de uma plataforma gamificada que aumenta a adesão e efetividade dos exercícios conduzidos em casa. Também destinado à população que enfrenta a baixa oferta de saneamento básico, um software baseado na visão computacional e inteligência artificial mostra que é possível o diagnóstico automatizado, rápido, preciso e eficiente de doenças infecciosas, tudo em tempo real e com baixo custo. Essas são as descrições dos negócios de impacto social Beone, Fófuuu e Pickcells, destaques da primeira edição do Artemisia Lab: Saúde e Bem-Estar.

Com o objetivo de apoiar inovações sociais via modelos de negócios em um setor determinante para a melhoria da qualidade de vida da população de baixa renda, o Instituto Sabin e a Artemisia selecionaram 17 negócios de impacto social focados em saúde e bem-estar. Desses, três se destacaram ao longo do processo em três quesitos principais: modelo de negócio, potencial de impacto social e perfil empreendedor.

Segundo Fábio Deboni, gerente-executivo do Instituto Sabin, a seleção foi bastante consensual entre os membros da banca e os próprios participantes, refletindo uma percepção em sintonia. “Acreditamos que iniciativas como essas contribuem para fortalecer o ecossistema de negócios de impacto como um todo, em especial aqueles focados em saúde”, afirma o executivo, acrescentando que o Artemisia Lab foi uma excelente oportunidade de ampliar a aproximação do Instituto Sabin com negócios de impacto social em saúde, de estimular a conexão em rede destes empreendedores e também de conectá-los com outros negócios e players de saúde. 

“Estimulamos os empreendedores e empreendedoras a se desafiarem em todo o processo, para que assim, avançassem rapidamente ao longo das semanas”, explica Paula Sato, gerente de Conhecimento & Inovação da Artemisia. De acordo com a executiva, os três negócios selecionados se destacaram pelo alto potencial de impacto social e pelos modelos de negócio mais estruturados apresentados no último encontro. “As soluções se baseavam em diferentes tecnologias e inovações, pautadas em tendências mapeadas pela organização”, acrescenta.

Artemisia Lab: Saúde e Bem-Estar

O programa é fruto da parceria entre Artemisia e Instituto Sabin, que amplia a atuação conjunta das organizações – que são referências em seus respectivos segmentos e têm interesse genuíno em impulsionar o impacto dos negócios com potencial de melhorar o acesso e a qualidade de produtos e serviços em saúde para a base da pirâmide. Em três anos, o Instituto Sabin priorizou o investimento no Programa Aceleradora da Artemisia e em eventos setoriais com especialistas e empreendedores do setor; em 2017, um novo passo da parceria foi o processo de identificação, seleção e, agora, inicia-se o apoio a negócios de impacto social atuantes no setor de saúde e em estágio de prototipagem e primeiras vendas.

Com metodologia exclusiva da Artemisia, o programa focou no desenvolvimento do negócio e em seu impacto social, temática conduzida de forma transversal em todas as etapas da formação. A abordagem sobre modelagem de negócios, ferramentas e conteúdos tem na essência o propósito de promover a reflexão sobre o impacto que a solução se propõe a causar; e mecanismo para que o negócio se torne mais eficiente e assertivo na resolução do problema da saúde. No pacote de benefícios, os empreendedores das 17 empresas selecionadas contaram com ferramentas e conhecimento para que avancem mais rapidamente no desenvolvimento de seus negócios.

NEGÓCIOS SELECIONADOS

Beone | Recife | www.beonetech.com

Criada por Caio Guimarães – engenheiro elétrico com dupla graduação em Nova York pelo Ciências sem Fronteira, que desenvolveu pesquisas nos laboratórios de Harvard e MIT, eleito pela revista Forbes um dos 30 jovens mais influentes do país – a Beone é uma solução inovadora, acessível, eficaz e rápida para o tratamento da condição do pé diabético. O número de adultos com diabetes quadruplicou em todo o mundo em menos de quatro décadas, chegando a 422 milhões de casos. Um estudo da Organização Mundial da Saúde mostra que a situação está ficando especialmente grave nos países mais pobres.

A solução possibilita fechar completamente – entre 15 e 90 dias – feridas que estavam abertas há mais de dois anos; feridas resistentes ao tratamento tradicional. A tecnologia usada neste produto recebeu o Harvard – MIT People’s Choice Award 2015, prêmio concedido pela Universidade de Harvard e o MIT.

Na análise do impacto social, a solução é mais eficiente, torna o tratamento mais rápido, reduzindo riscos decorrentes da falta de tratamento do pé diabético, como, em alguns casos, a necessidade de amputação. Apresenta, também, menor risco de complicações médicas em pessoas com diabetes.

Fófuuu | São Paulo | www.fofuuu.com

Uma em cada 650 crianças nasce com fissura labiopalatina no Brasil. Embora a malformação não atrapalhe a capacidade mental da criança – não há nenhuma relação entre a fissura e o desenvolvimento – o problema faz com que a sociedade trate de forma diferenciada o indivíduo que tem o problema.

Liderada por Ligia Cardoso, formada em Business Studies pela Universidade de Glamorgan (Reino Unido), a Fófuuu oferece uma plataforma gameficada que aumenta a adesão e efetividade dos exercícios de fonoaudiologia, possibilitando o monitoramento remoto e reduzindo os custos e tempo dos tratamentos. A solução engaja crianças com problemas de fala e aprendizado no tratamento. A proposta é oferecer exercícios que podem ser feitos tanto no consultório quanto em casa, transformando os exercícios de fonoaudiologia em divertidas aventuras; a ferramenta visa diminuir o tempo de tratamento. No ano passado, o negócio de impacto social ganhou um Prêmio Empreenda Saúde, desenvolvido pelo Hospital Sírio Libanês em parceria com a Everis.

A Fófuuu é pioneira ao associar reconhecimento de sons e inteligência artificial, com técnicas de gamificação para potencializar habilidades linguísticas e de comunicação, e promover um aprendizado lúdico e personalizado. A startup se diferencia por oferecer uma experiência lúdica e envolvente, desenhada para o desenvolvimento infantil, sendo a única empresa do segmento que possui uma plataforma completa cobrindo todo o ciclo do tratamento, desde o apoio ao diagnóstico e o planejamento das atividades, até a adesão à terapia e o monitoramento à distância.

O impacto social da solução está vinculado ao desenvolvimento de crianças com problemas de fala, linguagem e aprendizado, além da melhoria no relacionamento dos pacientes com a sociedade – o que resulta em um melhor rendimento educacional, e futuramente, melhores taxas de empregabilidade; aumento na compreensão e comunicação, impactando positivamente o desenvolvimento na primeira infância; além da diminuição dos gastos de tratamentos de longa duração, tornando a conclusão do tratamento mais acessível. 

Pickcells | Recife | www.pickcells.bio

Solução de diagnóstico de baixo custo para doenças negligenciadas em regiões endêmicas e locais com baixa oferta de saneamento com qualidade, o Pickcells foi criado por Paulo Melo, empreendedor formado em Administração pela Universidade Católica de Pernambuco e com MBA em Gestão Executiva Internacional. Por meio de um device e um software, baseia-se na visão computacional e inteligência artificial, que permite o diagnóstico automatizado, mais rápido, preciso e eficiente de doenças infecciosas, em tempo real e com baixo custo. A solução propicia a otimização da rotina de trabalho, redução de custos e até a preservação da saúde do quadro funcional, em laboratórios de análises clínicas e demais serviços de saúde.

Na análise de impacto social, o acesso a exames diagnósticos de baixo custo pode evitar complicações ou mortes associadas à doenças que impactam diretamente regiões de maior vulnerabilidade. Sendo que a maioria das doenças associadas à falta de saneamento básico é considerada de fácil prevenção, mas causam diversas mortes no país como febre tifoide, cólera, hepatite amebíase e leptospirose.

INSTITUTO SABIN

Criado em 2005 e qualificado como OSCIP, o Instituto Sabin tem como missão “contribuir com a melhoria da qualidade de vida de comunidades onde o Grupo Sabin atua, nas áreas de saúde, esporte, educação e inovação social”. Deste 2013, o Instituto vem se aproximando do campo de negócios de impacto, e a parceria com a Artemisia foi um passo pioneiro e importante neste sentido. Deste sua fundação, o Instituto Sabin já impactou mais de 850 mil pessoas por meio de seus projetos, ações e parcerias.

ARTEMISIA

A Artemisia é uma organização sem fins lucrativos, pioneira na disseminação e no fomento de negócios de impacto social no Brasil. A missão da organização é inspirar, capacitar e potencializar talentos e empreendedores para criar uma nova geração de negócios que rompam com os padrões precedentes e (re)signifiquem o verdadeiro papel que os negócios podem ter na construção de um país com iguais oportunidades para todos. Fundada em 2004 pela Potencia Ventures, a Artemisia é signatária do Pacto Global das Nações Unidas; possui atuação nacional e escritório em São Paulo.

A Artemisia foi a primeira organização do Brasil a fazer parte da Omidyar Foundation, a mais respeitada organização no setor de investimento de impacto, fundada por Pierre Omidyar, empreendedor do Ebay. Recentemente, a Artemisia também foi anunciada como uma das cinco organizações selecionadas, entre 115 de toda a América Latina, pelo edital da Rockefeller Foundation, Avina, Avina Americas e Omidyar. www.artemisia.org.br

MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

Printec Comunicação www.printeccomunicacao.com.br

Visite a página da Printec Comunicação no Facebook

Betânia Lins betania.lins@printeccomunicacao.com.br

Vanessa Giacometti de Godoy vanessa.godoy@printeccomunicacao.com.br

Fone: (11) 5185-4974 / 9 9274-9651