Fundadora do Instituto IRIS coidealiza Programa Gestão da Diversidade nas Organizações

Publicado em em Instituto IRIS.

1IRIS_DIVERSIDADE

- O programa tem formato inédito que inclui workshop, mentoria, criação de projeto aplicativo e metodologia Global Diversity & Inclusion Benchmarks (GDIB). Parte da receita arrecadada será doada ao Instituto IRIS, um dos pioneiros no Brasil na difusão do cão-guia como facilitador do processo de inclusão da pessoa com deficiência visual.

- Formada em Direito pela Universidade de São Paulo (USP), Thays Martinez – presidente e fundadora do Instituto IRIS – é uma das idealizadoras do Programa Gestão da Diversidade nas Organizações. A advogada, deficiente visual desde os quatro anos, é palestrante; possui especialização em Direito Penal e Interesses Transindividuais; e MBA em Marketing de Serviços. Foi conselheira do Conselho Nacional de Assistência Social e membro da comissão de Direitos das Pessoas com Deficiência da OAB.   

 

São Paulo, 24 de julho de 2017 – Um estudo do Banco Mundial mostra que 40% dos trabalhadores do mundo são mulheres. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que 6,2% da população brasileira tem algum tipo de deficiência e, a cada mês, cerca de 10 mil pessoas desenvolvem algum tipo de deficiência. Estima-se que, no Brasil, a população LGBT reúna mais de 10 milhões de pessoas; estudo recente da PUC-RS indica que 28% da população entre 18 e 34 anos seja LGB. Os negros representam 54% da população brasileira, mas somente 12,8% chegam ao nível superior. Em 2050, um quinto da população mundial será de idosos. Se as pessoas se calam, os números falam.

“A questão da diversidade nos ambientes organizacionais além de ser uma realidade latente, transcende a agenda da responsabilidade social corporativa. As organizações precisam compreender que a gestão da diversidade é inerente à própria gestão de pessoas, portanto, estratégica para atrair e reter talentos, melhorar processos internos, alavancar novos negócios e fomentar a inovação”, diz Ana Lucia Coutinho, uma das idealizadoras do programa.

Foi diante deste contexto, que a InterElo Consultoria criou o Programa de Gestão da Diversidade nas Organizações, voltado para profissionais de Recursos Humanos e gestores de organizações interessadas em implementar ou aprimorar iniciativas de valorização da diversidade e promoção da inclusão em ambientes profissionais. Diferente de um treinamento ou de uma formação acadêmica na qual o foco é predominantemente teórico, ao longo das 16 horas de workshop e 12 horas de mentoria que compõem o Programa, os participantes serão expostos a estudos de caso, tendências e vivências sobre o tema. “Um dos diferenciais deste programa é que, além de se abastecerem do que há de mais atual sobre o tema, os participantes saem do workshop com uma ideia de projeto para ser implementado, e contam ainda com o suporte da nossa equipe técnica para colocá-lo em prática”, diz Claudia Maria Sperandini Spezi, psicóloga e parte da equipe técnica do Programa.

Além do formato, a metodologia do programa também é inovadora, baseada nos pilares do Global Diversity & Inclusion Benchmarks (GDIB) – material ainda pouco conhecido no Brasil, mas que surgiu há mais de dez anos nos Estados Unidos e que reúne as melhores práticas, modelos e discussões para ajudar as organizações a definirem estratégias – e mensurarem os progressos na gestão da diversidade e na promoção da inclusão.

“Ao criarem espaços cada vez mais inclusivos, respeitosos e colaborativos para que funcionários e clientes de diferentes gêneros, etnias, culturas, idades, orientação sexual ou experiências interajam e exponham seus diferentes pontos de vista, as corporações estão, em sua essência, abrindo também as suas portas para a inovação”, afirma Maria Cristina C. R. Carvalho, uma das idealizadoras do programa, e uma das três Experts Panelists latino-americanas que contribuíram para a atualização e lançamento da versão em português do GDIB no Brasil.

A gestão da diversidade nas organizações está intrinsecamente relacionada à questão da representatividade, à perceção que as pessoas têm de si mesmas e dos outros e à flexibilidade para lidar com questões complexas de relacionamento interpessoal envolvendo clientes, parceiros, fornecedores e funcionários. “Acreditamos que promover a diversidade e ter uma atitude inclusiva deveriam ser consideradas competências essenciais de qualquer gestor ou quaisquer equipes que trabalhem juntas em torno de objetivos comuns”, diz Elisabeth Miranda Pestana, sócia da InterElo.

Parte da renda arrecadada pelo Programa será revertida para o Instituto IRIS, que fomenta a inclusão social de pessoas com deficiência. Thays Martinez, presidente do Instituto e também idealizadora do Programa de Gestão da Diversidade nas Organizações, acredita que, com a iniciativa, “ampliam-se as oportunidades de acesso ao mercado de trabalho para os grupos com histórico de vulnerabilidade ou em desvantagem socioeconômica”. Thays também reforça a relevância da adoção de políticas de fomento à diversidade e à inclusão: “fortalecem a autoestima dos grupos historicamente excluídos, contribuindo para cultura de pacificação social e minimização de conflitos”, completa.

SERVIÇO: PROGRAMA DE GESTÃO DA DIVERSIDADE NAS ORGANIZAÇÕES

Carga Horária

16 horas/aula
12 horas de mentoria
Carga Horária Total – 28 horas.

Data

Workshop:           15 e 16/09 das 8h30 às 17h30.
Mentoria: 20/9, 4/10, 15/10 e 29/11, das 9 horas às 12 horas ou das 14 horas às 17 horas

Inscrições

Até 12/9.
Vagas limitadas.
www.intereloconsultoria.com.br/programa-diversidade

SOBRE A INTERELO

 A InterElo é uma consultoria empresarial com foco em desenvolvimento humano, que tem como propósito promover resultados sustentáveis e contribuir para um ambiente cooperativo, inclusivo e de contínuo aprendizado.

Formada por um time de profissionais com ampla experiência no universo corporativo, coaches vinculados à International Coach Federation, mediadores e consultores em diversas áreas do Desenvolvimento Organizacional, a InterElo já atendeu clientes diferentes portes, as indústrias química e de calçados, além de segmentos como seguros, turismo e varejo.

A InterElo é parceira do Instituto IRIS, possui o acordo de permissão para uso do GDIB (Global Diversity & Inclusion Banchmarks) e trabalha ativamente para promover a importância da gestão da diversidade e da inclusão em ambientes profissionais.

SOBRE O INSTITUTO ÍRIS

 O Instituto IRIS, organização sem fins lucrativos, é um dos pioneiros no Brasil na difusão do cão-guia como facilitador do processo de inclusão da pessoa com deficiência visual. Fundado em 2002 pela advogada Thays Martinez, o IRIS tem a missão de desenvolver atividades e projetos que acelerem o processo de inclusão social das pessoas com deficiência.

No cerne da atuação, a inclusão, responsabilidade social, a elevação da qualidade de vida e o desenvolvimento humano das pessoas com deficiência por intermédio do desenvolvimento, apoio e execução de projetos de caráter cultural, social, jurídico, científico, tecnológico e educacional que viabilizem a realização dos objetivos.

Uma das prioridades institucionais do IRIS é mobilizar a sociedade para que transforme uma triste estatística nacional. No Brasil há uma estimativa de 100 cães-guia que ajudam pessoas com deficiência visual ou com baixa visão a se locomoverem e a se sentirem incluídas socialmente. Em contrapartida, o país possui 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual – 582 mil cegos e seis milhões com baixa visão, de acordo com o Censo 2010, conduzido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

 

INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

Lana Cancela – InterElo Consultoria

diversidade@intereloconsultoria.com.br

 

Betânia Lins – Instituto IRIS

betania.lins@printeccomunicacao.com.br

Cel: (11) 9 7338-3879

 

Fontes:

http://www.ibge.gov.br/

http://www.worldbank.org/

http://outleadership.com/brazil/