Startup acelerada pela Artemisia lança “Uber dos intérpretes de Libras”

Publicado em em ARTEMISIA.

imagem-handtalk-live(final)

A plataforma permite acesso a intérpretes de Libras de qualquer lugar do Brasil para tradução simultânea por videoconferência.

São Paulo, 24 de julho de 2017 - Desde o lançamento do premiado aplicativo em 2013, a Hand Talk tem como missão quebrar barreiras entre surdos e ouvintes. O novo passo que a empresa deu rumo à solução desse problema é o Hand Talk Live, uma plataforma que realiza videochamadas com intérpretes de todo o Brasil para interpretação sob demanda. A proposta é facilitar a comunicação dos quase 10 milhões de deficientes auditivos do Brasil – que dependem, em sua maioria, da Língua Brasileira de Sinais para se comunicar, em um país que é fluente em Língua Portuguesa.

De acordo com o CEO da empresa, Ronaldo Tenório, a plataforma foi projetada após a percepção de que a necessidade existia entre os consumidores: “a gente percebeu que existia uma grande demanda de tradução em tempo real em diversas atividades do cotidiano dos surdos, como consultas médicas, reuniões e treinamentos, por exemplo”. Com o Live, os surdos têm à disposição uma rede de intérpretes parceiros da Hand Talk, que realizam a tradução em tempo real e possibilitam uma comunicação melhor nessas situações.

Para utilizar o serviço, basta que o usuário crie uma conta e cadastre o cartão de crédito na plataforma. Logo após, é exibida uma tela com todos os intérpretes disponíveis e com o valor cobrado por cada um pelo minuto do serviço. O usuário pode acessar o perfil de cada intérprete e conhecer sua formação e especialidade, além da avaliação dos outros usuários (que varia entre 0 e 5 estrelas). Depois disso é só escolher o intérprete que preferir e solicitar a videochamada. A cobrança é debitada diretamente do cartão ao final da ligação.

O grande diferencial do Live está na rede de intérpretes parceiros, que permite que profissionais de diferentes regiões do país, com domínio de temas e sinais específicos em Libras, possam trabalhar de casa e nos horários que mais lhe convêm – como afirma Paulo Valdebenito, um dos intérpretes da rede. “Para os intérpretes é uma ótima ferramenta de trabalho, porque muitas vezes precisamos nos deslocar por horas para chegar em algum lugar e realizar a interpretação e com o Hand Talk Live podemos trabalhar sem sair de casa e no horário que for conveniente. É rápido e prático”.

A plataforma já está disponível para uso em www.handtalk.me/live, onde os usuários podem se cadastrar e solicitar intérpretes. Os intérpretes interessados também podem fazer parte da rede de parceiros da Hand Talk, clicando neste link.

Empreendedorismo para melhorar a vida de brasileiros

De acordo com dados do Censo 2010, o Brasil possui quase 10 milhões de pessoas que declararam ter alguma deficiência auditiva, ou seja, 5% da população. A deficiência auditiva severa foi declarada por mais de 2,1 milhões de brasileiros – desses, 344, 2 mil são surdos e 1,7 milhão tem grande dificuldade de ouvir. Na análise educacional, vemos que cerca de 70% dos surdos brasileiros enfrentam limitações para compreender a Língua Portuguesa. Na prática, por serem alfabetizados na Língua Brasileira de Sinais (Libras) – e pelo português ser uma língua basicamente fonética – o aprendizado se torna mais difícil, demandando escolas bilíngues, ainda escassas no país. É como se um brasileiro fosse viver na China, sem entender ou ler chinês. Para mudar essa situação, em 2012, Ronaldo Tenório, em parceria com dois amigos e sócios – Carlos Wanderlan (analista de sistemas) e Thadeu Luz (arquiteto especialista em 3D) – se uniram para criar o negócio de impacto social Hand Talk e o simpático intérprete virtual, Hugo.

Acelerado pela Artemisia, o aplicativo é uma das grandes inovações nacionais do segmento de Tecnologia Assistiva – um dos setores mapeados pela organização. O termo, originado do inglês assistive technology, é utilizado para identificar recursos e serviços que contribuem para proporcionar ou ampliar as habilidades funcionais de pessoas com deficiência, resultando em inclusão e melhor qualidade de vida.

“Nesse setor, potencializamos negócios que por meio da tecnologia oferecem produtos e serviços inovadores, que ampliam as habilidades das pessoas com deficiência. Na prática, gerando inclusão e promovendo autonomia – sobretudo da população menos favorecida, de baixa renda. Identificamos e apoiamos a Hand Talk por termos percebido a genuína intenção dos empreendedores e o grande potencial do impacto do negócio, que oferece uma solução inovadora e escalável, e que hoje já influencia a vida de milhares de brasileiros. Além disso, a empresa se tornou referência em inovação contínua”, avalia Priscila Martins, gerente de Relações Institucionais da Artemisia, acrescentando que o lançamento da tradução simultânea por videoconferência é um dos exemplos desse interesse em inovar sempre.

 


MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

Comunicação Hand Talk

João Vitor Bogas

joaovbogas@handtalk.me

(11) 960-414-553

www.handtalk.me

 

ARTEMISIA

Printec Comunicação www.printeccomunicacao.com.br

Visite a página da Printec Comunicação no Facebook

Betânia Lins betania.lins@printeccomunicacao.com.br

Vanessa Giacometti de Godoy vanessa.godoy@printeccomunicacao.com.br

Fone: (11) 5185-4974 / Celular: (11) 9 9274-9651