Presidente-mirim do Instituto IRIS ministra palestra na Beacon School sobre cães-guia

Publicado em em Instituto IRIS.

Minipalestra_imagem release2

Amanhã (11/4), João Nicastro Silveira – presidente-mirim do Instituto IRIS – e o cão-guia Diesel estarão na Beacon School , às 8h30. A dupla ministrará uma palestra alusiva ao Dia Internacional do Cão-Guia. A iniciativa tem o objetivo de mobilizar os alunos da escola bilíngue para mudar uma triste estatística brasileira: há uma estimativa de 100 cães-guia; em contrapartida, o país possui 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual. O Dia Internacional do Cão-Guia é comemorado na última quarta-feira do mês de abril; em 2017, será no dia 26/4. A Beacon School fica na Avenida Padre Pereira de Andrade, 645, Alto de Pinheiros, São Paulo.

São Paulo, 10 de abril de 2017 Aos 12 anos, João Nicastro Silveira está empenhado em levantar fundos para o Instituto IRIS. O garoto é um dos voluntários mais ativos da organização, cuja prioridade institucional é mobilizar a sociedade para que transforme uma triste estatística nacional. No Brasil há uma estimativa de 100 cães-guia que ajudam pessoas com deficiência visual – ou com baixa visão – a se locomoverem e a se sentirem incluídas socialmente. Em contrapartida, o país possui 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual (IBGE). Hoje, o IRIS conta com uma lista de quase 3 mil pessoas, aguardando um cão-guia. Além do objetivo de diminuir essa fila de espera, o empenho de João está voltado para aposentar os cães-guia que já atuam há oito anos ou mais.

Como parte dessa meta de engajar jovens voluntários na causa, o presidente-mirim e o cão-guia Diesel estarão amanhã, 11 de abril, na Beacon School. A dupla ministrará uma palestra, a partir das 8h30. A escola bilíngue fica no Alto de Pinheiros, na Avenida Padre Pereira de Andrade, 645.

Na ocasião, João falará sobre o trabalho que o Instituto IRIS – entidade sem fins lucrativos fundada por Thays Martinez para promover a inclusão social prioritariamente das pessoas com deficiência visual, por meio do cão-guia – está desenvolvendo. Na pauta da conversa com os alunos, as conquistas recentes e os novos desafios da organização.

Aposentadoria de cães-guia

Segundo Thays Martinez, presidente e fundadora do Instituto IRIS, há mais de 10 pessoas com deficiência visual que têm cães-guia que precisam se aposentar após anos de trabalho. “O cão-guia apresenta uma alternativa à tradicional bengala, proporcionando ao cego maior confiança, mobilidade e independência – em relação a terceiros –, permitindo ampliar o contato com a comunidade. Um outro fator relevante é que a presença do cão-guia ajuda a melhorar a autoestima, a combater a solidão e a fazer amigos. Essa ação tem o objetivo de convidar a população a enxergar e apoiar a nossa causa”, afirma Thays, a tutora do cão-guia Diesel.

A campanha realizada em 2016 pelo IRIS foi um sucesso e garantiu a aposentadoria dos cães-guia Leila, Sam, Harley e Sirius. A nova turma – Wayne, Valen, Indy e Rudy – já está na ativa e ganhou as ruas de São Paulo. Desde a sua criação, em 2002, o Instituto IRIS já doou 40 cães-guia.

IRIS

O Instituto IRIS, organização sem fins lucrativos, é um dos pioneiros no Brasil na difusão do cão-guia como facilitador do processo de inclusão da pessoa com deficiência visual. Fundado em 2002 pela advogada Thays Martinez, o IRIS tem a missão de desenvolver atividades e projetos que acelerem o processo de inclusão social das pessoas com deficiência. No cerne da atuação, a inclusão, responsabilidade social, a elevação da qualidade de vida e o desenvolvimento humano das pessoas com deficiência por intermédio do desenvolvimento, apoio e execução de projetos de caráter cultural, social, jurídico, científico, tecnológico e educacional que viabilizem a realização dos objetivos

O desafio da organização é aumentar o acesso das pessoas que querem um cão-guia a esse benefício. Atualmente, o IRIS conta com uma lista composta por mais de 3 mil pessoas. Além do objetivo de doar cães-guia a quem aguarda o benefício, temos um sonho a ser realizado: criar uma estrutura para treinar cães-guia no Brasil, oferecer classes a instrutores e disseminar informações precisas sobre a enorme contribuição dos cães-guia na vida das pessoas com deficiência visual ou baixa visão. O nosso foco é tornar público os benefícios proporcionados por esses cães que são responsáveis por realizar imensa transformação na vida daqueles que os recebem.

A organização é uma das poucas no Brasil a contar com um instrutor reconhecido pela Federação Internacional de Escolas de Cães-Guia (International Guide Dog Federation, Inglaterra) e qualificado pela Royal New Zealand Foundation for the Blind – Guide Dog Services (Nova Zelândia).

 

MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA
Printec Comunicação www.printeccomunicacao.com.br
Visite a página da Printec Comunicação no Facebook
Betânia Lins betania.lins@printeccomunicacao.com.br
Camila Ramos
camila.ramos@printeccomunicacao.com.br
Tel:  (11) 5185 4974 / 9 7338-3879