Com a meta de alavancar R$ 50 bi, Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais lança Recomendações

Publicado em em Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais.

Imagem_seminarioA Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais apresentará à imprensa, no dia 14 de outubro, às 13h30, no Instituto Tomie Ohtake (Rua Coopés 88, Pinheiros), 15 Recomendações para alavancar mais capital para finanças sociais e negócios de impacto no Brasil, com a meta de chegar a R$ 50 bilhões em 2020. O encontro com a imprensa será anterior ao Seminário Finanças Sociais: Tendências Globais e Recomendações para o Brasil, que acontece no mesmo dia, às 14h.Confirmação de presença: vanessa.godoy@printeccomunicacao.com.br

São Paulo, 5 de outubro de 2015 – A Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais convida os jornalistas para o lançamento de 15 Recomendações para alavancar mais capital para finanças sociais e negócios de impacto no Brasil. Inéditas no país, as Recomendações serão apresentadas por Célia Cruz (Instituto de Cidadania Empresarial, ICE) e Leonardo Letelier (SITAWI), que integram a diretoria executiva da Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais. A apresentação à imprensa será na quarta-feira, dia 14 de outubro, às 13h30, no Instituto Tomie Ohtake (Rua Coopés 88, Pinheiros). AsRecomendações sintetizam mais de um ano de trabalho com base emestudos, debates, workshops e consultas aos vários setores envolvidos, com a meta de alavancar R$ 50 bilhões até 2020 e de ampliar as oportunidades para a população de baixa renda. Confirmação de presença: vanessa.godoy@printeccomunicacao.com.br

A Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais foi lançada em maio de 2014 com o objetivo de ampliar o capital privado e público disponível para alavancar organizações e negócios de impacto baseados em modelos inovadores e escaláveis, capazes de resolver problemas sociais ao mesmo tempo em que apresentam resultado financeiro positivo. Os membros da Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais são André Degenszajn, Antônio Ermírio de Moraes Neto, Ary Oswaldo Mattos Filho, Fabio Barbosa, Guilherme Affonso Ferreira, Luiz Lara, Maria Alice Setúbal, Pedro Parente e Vera Cordeiro.

A inspiração para a criação desse movimento vem de outras Forças Tarefas internacionais, começando com a Inglaterra em 2000. Atualmente, o Brasil integra o Global Social Impact Investment Steering Group, com representantes do G7, mais Portugal, Israel e Índia. As recomendações tomam por base quatro alavancas consideradas essenciais: 1) Ampliação da oferta de capital; 2) Fortalecimento de organizações intermediárias; 3) Aumento do número de negócios de impacto qualificados e escaláveis; 4) Promoção de um macroambiente favorável.

Seminário Finanças Sociais: Tendências Globais e Recomendações para o Brasil, que acontece na sequência do encontro com a imprensa, às 14h, contará com a participação de Sir Ronald Cohen, principal liderança global em investimento de impacto,  que é chairman do Global Social Impact Investment Steering Group (grupo internacional que coordena ações relacionadas a investimentos de impacto no âmbito do G20). Além de Sir Ronald Cohen, o Seminário terá apresentações de Ana Lúcia Villela (Instituto Alana),  Carolina de Andrade (Social Good Brasil), Graziella Comini (FEA/USP) e dos integrantes da Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais (Vera Cordeiro, Antônio Ermírio de Moraes Neto, André Degenszajn, Fábio Barbosa e Pedro Parente). Célia Cruz e Leonardo Letelier farão a apresentação das 15 Recomendações para o avanço do campo.

Veja a íntegra da agenda do Seminário no link http://forcatarefafinancassociais.org.br/seminario/#programacao-s.

O elo entre todas as Forças Tarefas globais está na certeza de que governos, setor financeiro, investidores, empresas e instituições podem fazer mais para facilitar o caminho de investimentos que vinculam retornos financeiros a benefícios sociais. O pilar para a construção deste novo modelo está nos negócios de impacto social, que são empreendimentos que têm a missão explícita de gerar impacto socioambiental ao mesmo tempo em que produzem resultado financeiro positivo de forma sustentável. Os negócios de impacto social oferecem soluções inovadoras, escaláveis, para problemas sociais da população de baixa renda. Quanto maior a possibilidade de investimento via mecanismos de finanças sociais, portanto, maiores as possibilidades de enfrentamento das questões sociais.

____________________________________________

Sobre a Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais

A Força Tarefa de Finanças Sociais é um grupo que reúne representantes de diversos setores com o intuito de buscar soluções sistêmicas para atrair mais capital para financiar inovações que aliem impacto social e sustentabilidade financeira. A Força Tarefa atua na criação e disseminação de conceitos claros sobre finanças sociais, na articulação de atores estratégicos e na priorização e acompanhamento de ações de forma a acelerar o crescimento desse campo no país.

Os membros da Força Tarefa são André Degenszajn, Antônio Ermírio de Moraes Neto, Ary Oswaldo Mattos Filho, Fabio Barbosa, Guilherme Affonso Ferreira, Luiz Lara, Maria Alice Setúbal, Pedro Parente e Vera Cordeiro. Antonio Ermírio de Moraes Neto representa a Força Tarefa Brasileira no Grupo de Gestão Global de Investimento de Impacto Social (Global Steering Group on Social Impact Investment, GSGSII), formado no âmbito dos países do G20.

A Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais tem um modelo de governança que inclui uma Diretoria Executiva integrada pelo Instituto de Cidadania Empresarial (ICE) e pela SITAWI, um Grupo de Apoio Contínuo (GAC) formado 60 organizações, representantes da academia, do ecossistema, do terceiro setor e do setor privado e público, que são instâncias de consulta e decisão sobre os conteúdos produzidos por um Comitê Estratégico composto pela Deloitte e Fundação Telefônica, e recebe apoio financeiro do próprio  ICE e da Fundação Telefônica, Instituto Península e Lew’Lara\TBWA.

http://forcatarefafinancassociais.org.br/

_________________________________________

Sobre o ICE – Instituto de Cidadania Empresarial

Criado em 1999, o ICE é uma organização da sociedade civil que tem como missão articular líderes transformadores no desenvolvimento de iniciativas inovadoras que potencializem impacto social positivo na população de baixa renda. Tendo como propósito central o fomento à inovação social, o ICE escolheu como foco de sua atuação para o período de 2014 a 2018 o fortalecimento do ecossistema de Finanças Sociais e o incentivo à criação de mecanismos financeiros inovadores que busquem alocar mais capital para projetos e iniciativas que gerem amplo impacto social. O ICE atua em rede de maneira colaborativa, com a finalidade de ampliar o impacto de suas ações por meio de seus projetos: 1.Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais; 2. Programa Academia; 3. Programa de apoio a organizações estratégicas do ecossistema e 4. Programa de Fomento a Aceleradoras e Incubadoras (A&IS).

____________________________

Sobre a SITAWI Finanças do Bem

Pioneira no campo de Finanças Sociais no Brasil, a SITAWI é uma organização social de interesse público (OSCIP) que atua no Brasil e exterior como uma plataforma de Finanças do Bem operando soluções financeiras inovadoras para impacto socioambiental positivo. A plataforma está estruturada em 4 programas: Finanças Sociais, Finanças Sustentáveis, Cultura Filantrópica e Negócios & Impacto. Desta forma, trabalha para cumprir com sua missão de mobilizar mais capital, mais tipos de capital e seu melhor uso e alocação para transformar mais vida. Em 7 anos de história já geriu 8 Fundos de Empréstimo Socioambiental e desembolsou R$ 6 milhões, favorecendo o fortalecimento da infraestrutura do setor socioambiental no Brasil. É por meio desses 33 projetos beneficiados, em 26 organizações, que a SITAWI já contribuiu com a transformação de 150 mil vidas.

____________________________________________

MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA
Printec Comunicação www.printeccomunicacao.com.br
Vanessa Giacometti de Godoy 
vanessa.godoy@printeccomunicacao.com.br
Antonio Carlos de Godoy 
antonio.godoy@printeccomunicacao.com.br
Betânia Lins 
betania.lins@printeccomunicacao.com.br
(11) 5182-1806