Mecanismos de controle eficientes ajudam as empresas a enfrentar um cenário econômico difícil

Publicado em em Value Bridge.

SergioAlmeida_ValueBridge_FotoMicheleMifano1São Paulo, 9 de abril de 2015 - As perspectivas de baixo crescimento da economia em 2015 exigirão muito mais foco no negócio e uma empresa enxuta para que seja possível enfrentar bem o ano. Como fazer um bom planejamento para ter sucesso? Para Sérgio Almeida, presidente da Value Bridge, em primeiro lugar definindo metas que realmente são importantes e que irão fazer a diferença. “Concentre o foco nelas. Não adianta fazer uma lista extensa. É preciso escolher aquelas prioritárias para poder cumpri-las bem, garantindo assim a melhor entrega aos clientes”, defende o executivo.

Na percepção do especialista, empresas bem estruturadas, com foco, enxutas e eficientes terão muitas oportunidades, ainda que o cenário econômico seja adverso. “O Brasil vive uma conjugação extremamente positiva uma vez que há muito dinheiro captado para investimentos. Os fundos de investimento estão atrás de boas empresas e, com a alta do dólar, o país também ficou mais atrativo para os investidores estrangeiros. Apenas nas mãos dos fundos de investimento há hoje cerca de US$ 50 bilhões disponíveis. Empresas mais organizadas com certeza poderão garantir o acesso ao capital necessário à sua expansão”, afirma Almeida.

Entre as dicas para os empreendedores, Sérgio Almeida destaca algumas consideradas básicas.

Planejamento estratégico: olho no seu negócio

Identificar o que é realmente importante, a partir de uma análise profunda dos reais fundamentos e diferenciais  do negócio. Em anos de crise, empresas que “sabem fazer bem” têm mais chance de sucesso. Se o negócio é bom, mas a empresa é ruim, é mais fácil de resolver. Mas se a empresa for boa e o negócio for ruim, há um risco de sobrevivência. Kodak e Xerox, por exemplo, eram ótimas empresas, cujos negócios não vingaram. Portanto, o primeiro passo é realizar o planejamento estratégico para analisar o negócio e, se necessário, fazer uma revisão.

Planejamento operacional: mantenha a casa em ordem

O segundo passo consiste no planejamento operacional, com o objetivo de analisar a empresa. Contar com indicadores e mecanismos internos de controle capazes de medir bem o desempenho é essencial para  ter uma empresa eficiente. Em época de vacas gordas, tudo pode servir. Mas em épocas difíceis, a empresa mais eficiente é a que tem mais chances de sobrevivência e de sucesso. Portanto, garanta sistemas de controle que permitam boa visibilidade dos custos, do fluxo de caixa e da rentabilidade, além de análise do portfólio e dos canais de venda. Para manter a casa em ordem é preciso ter sistemas de controle eficientes, pessoas com talento e modelo de remuneração adequado. Um planejamento eficaz é resultado natural da associação bom negócio & empresa enxuta.

Bom posicionamento do produto e relação sólida com os clientes

Se o negócio é bom e a empresa também,  o próximo passo é analisar o produto. Trata-se de um bom produto? Está bem posicionado no mercado?  O preço é bom? É o caso de ter uma meta ambiciosa de aumento de produção? Depende. Apenas com um bom sistema de informações e de controles é possível avaliar se o aumento de produção e de custos trará também a necessária rentabilidade. E o relacionamento com os clientes – é sólido, de credibilidade? O foco no cliente deve sempre estar na linha de frente.

 

MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA
Printec Comunicação www.printeccomunicacao.com.br
Visite a página da Printec Comunicação no Facebook
Vanessa Giacometti de Godoy vanessa.godoy@printeccomunicacao.com.br
Antonio Carlos de Godoy antonio.godoy@printeccomunicacao.com.br
Betânia Lins
betania.lins@printeccomunicacao.com.br
Tel:  +55 11 5182 1806