Guitarrista Lanny Gordin recebe Roney Giah e Max de Castro no palco do SESC Bom Retiro

Publicado em em Roney Giah.

O antológico guitarrista Lanny Gordin celebra os seus 60 anos no palco do SESC Bom Retiro, nos dias 7 e 8 de abril, sábado às 19 horas e domingo às 18 horas. Com o Lanny´s Quartet – Fernando Moura (piano e teclados), Ricardo Mosca (bateria), Ronaldo Diamante (contrabaixo) – Lanny Gordin apresentará um repertório repleto de músicas inéditas e de clássicos de quatro décadas de carreira, como “London, London”, “Pérola Negra”, “Mal Secreto”, “Summertime”, “Fly me to the moon”, “Someday my prince will come” e “Tropicália” tocadas no “estilo novo” criado pelo músico. Nas duas apresentações, participações especiais dos renomados guitarristas  Max de Castro e Roney Giah.

 São Paulo, 26 de março de 2012 – Ídolo de várias gerações de guitarristas brasileiros, Lanny Gordin retorna aos palcos paulistanos para dar prosseguimento à celebração dos 60 anos de vida – dos quais mais de quatro décadas foram dedicadas à música. Nos dias 7 e 8 de abril, sábado às 19 horas e domingo às 18 horas, o músico se apresenta no SESC Bom Retiro com o Lanny´s Quartet, composto por Fernando Moura (piano e teclados), Ricardo Mosca (bateria) e Ronaldo Diamante (contrabaixo). Em cada show, idealizado por Glauber Amaral e produzido pela Barraventoartes, participações especiais de guitarristas renomados; músicos que ao longo das carreiras foram influenciados por Lanny. Nas edições anteriores, o Lanny’s Quartet contou com as participações de Pepeu Gomes, Edgard Scandurra e Luiz Carlini; nesta edição, Lanny Gordin receberá Max de Castro e Roney Giah. O SESC Bom Retiro fica na Alameda Nothmann, 185, bairro do Bom Retiro.

Para o repertório, Lanny Gordin selecionou músicas inéditas e também clássicos da Tropicálica, tocadas em “estilo novo”, desenvolvido pelo músico. “Há vários anos tenho aprimorado um estilo peculiar, uma maneira nova de tocar, que se caracteriza pela liberdade total no braço da guitarra. Esse modo resulta em um novo diálogo musical que pode ser conferido nesses dois shows”, afirma Lanny Gordin. O guitarrista ressalta, ainda, a perfeita integração com os músicos que compõem o Lanny´s Quartet  e os convidados Roney Giah e Max de Castro.São músicos extremamente talentosos que trilham o caminho da música pura, ou seja, atingiram um alto grau musical. Além disso, combinamos muito; temos uma sintonia fina”, ressalta.

Mestre das harmonias, lenda viva das guitarras e Hendrix da Tropicália – alcunhas associadas ao músico sessentão – Lanny Gordin gravou um novo álbum, em São Paulo. Com a proposta de reproduzir em estúdio a mesma vibração e clima dos shows ao vivo, o quinto CD do guitarrista foi gravado dias 20 e 21 de novembro de 2011, incluindo as participações especiais de Edgard Scandurra, Pepeu Gomes, Luiz Carlini, Sérgio Dias e Frejat.

LANNY GORDIN

Um dos maiores guitarristas do Brasil, Lanny Gordin tem uma trajetória singular, assim como a sua música. Descendente de russos e poloneses, Alexander Gordin nasceu em Xangai (China), em 1951; sete anos mais tarde, em 1958, desembarcou no país com a família, após passar parte da infância em Israel. Aos 16 anos, o garoto autodidata já chamava atenção de músicos tarimbados como Hermeto Pascoal e Heraldo do Monte ao tocar guitarra na boate do pai – a lendária Stardust, localizada na  Praça Roosevelt, centro de São Paulo.

Em 1968, foi descoberto pelos líderes do movimento tropicalista, após tocar alguns anos em bandas e pop e rock. Os convites de Gilberto Gil, Caetano Veloso e Gal Costa – além do maestro Rogério Duprat – eram constantes e Lanny Gordin contribuía com improvisos ousados não apenas para os tropicalistas como para astros da MPB e do pop nacional como Tim Maia, Elis Regina, Jair Rodrigues e Erasmo Carlos. Em mais de quatro décadas de carreira, Lanny Gordin foi comparado a Jimi Hendrix – uma inspiração presente até hoje – em incontáveis ocasiões. Entre as palavras empregadas para definir a sua trajetória estão gênio, único, deus, ícone, lenda, mito. Autor de arranjos considerados clássicos da música brasileira, Lanny e sua guitarra podem ser ouvidos em músicas como Meu nome é Gal” (1969) e Pérola Negra (1971); para o álbum de Gilberto Gil, Expresso 2222 (1972), criou harmonias geniais e tocou em diversas faixas: Back in Bahia e O Canto da Ema. Em Araçá Azul (1972), de Caetano Veloso, dividiu a autoria da música De Cara – na qual fez um dos solos mais inspirados de sua carreira.

Em 1970, o músico participou do álbum Build Up, de Rita Lee, dividindo com o mutante Sérgio Dias a guitarra. Com Jards Macalé tocou baixo elétrico e violão em faixas do Jards Macalé, disco de 1972. No cultuado Brazilian Octopus – clássico psicodélico de 1969 – marcou presença ao lado de Hermeto Pascoal, Olmir Stockler e Nilson da Matta. Lanny também trabalhou com Roberto Carlos, Chico César, Sarah Vaughan, Chick Corea e Ravi Shankar.

DISCOGRAFIA

Brazilian Octopus (LP, Fermata, 1969)
Suely e os Kanticus com Ki Bacana e Esperanto (Compacto Simples Philips, 1969)
De Kalafe e a Turma (Rosemblit)
Gal Costa  (LP, Philips, 1969 – inclui Não Identificado)
Gal Costa (LP, Philips, 1969 inclui Cinema Olimpia)
Caetano Veloso (LP, Philips, 1969)
Gilberto Gil (LP, Philips, 1969)
Ana Maria & Mauricio com No No No Estamos na Nossa (LP, Continental, 1970)
Le Gal, de Gal Costa (LP, Philips, 1970)
Carlos, Erasmo, de Erasmo Carlos (LP, Philips, 1971)
Gal a Todo Vapor, de Gal Costa (LP, Philips, 1971)
Tim Maia, com Chocolate e Paz (Compacto Simples, Polydor, 1971)
Trio Mocotó com as músicas Coqueiro Verde e Domingo é Dia de Pescaria
Expresso 2222, de Gilberto Gil (LP, Philips, 1972)
Nem Sim Nem Não, de Eduardo Araújo (Compacto Simples, EMI, 1972)
Jards Macalé (LP Philips, 1972)
Araçá Azul, de Caetano Veloso (LP, Philips, 1972)
Build Up, de Rita Lee (LP Philips, 1972)
Funk Funny For (1972)
Compartimento Antiero, de Fabio Antiero com Pulsação de Tudo (LP, Datavenia,1981)
Aguilar e a Banda Performática com Carioca Canibal e Tribo (LP, Neon Phonográfica, 1982)
Aos Vivos, de Chico César (CD, Velas, 1995)
Vange Milliet,Vange Milliet com Lanny, Qual e Breu (CD, Baratos Afins, 1995)
Cuscuz Clã, de Chico César com Anjo de Vanguarda (CD, MZA, 1996)
Catalau, Catalau (CD, Baratos Afins, 1997)
O Q Faço é Música, de Jards Macalé com Favela e Vapor Barato (CD, Atração, 1998)
Lanny Gordin & Projeto Alfa – Volume 1 e 2 (Baratos Afins, 2005)
Lanny Duos (Barraventoartes/Universal, 2007)

 

RONEY GIAH . PRÊMIOS & CARREIRA INTERNACIONAL

Formado pelo Musicians Institute of Technology, em Los Angeles (EUA), em 1994, Roney Giah estudou com Pat Metheny, Scott Henderson, Frank Gambale, Joe Diorio, Joe Pass, Stanley Jordan, Jenifer Batten (ex-guitarrista de Michael Jackson) e Cat Gray (tecladista do Prince). No Brasil, estudou com o maestro Claudio Leal Ferreira e com o Zimbo Trio, no CLAM.

Álbuns

Semente (1998)

Mais Dias na Terra (2006)

Yesterday´s tomorrow (2008)

Queimando a Moleira (2010)

Co´as goela e tudo (2011)

Pop em pedaço vol. 01 (2012)

Single Puzzle Piece vol. 01 (2012)

Premiações e indicações

Disputou o Prêmio Sharp 1998

Disputou o Prêmio Visa 1998 (edição instrumental)

Segundo lugar no Festival Berklee/Souza Lima (São Paulo)

Latin Grammy (pré-selecionado, edição 2006)

Prêmio TIM (pré-selecionado, edição 2006)

Indicado ao The Musicoz Award 2010 (categoria Best International Artist)

Menção Honrosa do Mike Pinder´s Songwars (2010)

Menção Honrosa do Billboard World Song Contest (2010)

Menção Honrosa do The John Lennon Songwriting Contest (2008) – curadoria de Yoko Ono

Segundo lugar Best World/Folk album of the year (CARAs 2011 – Contemporary A Cappella Recording Awards).

”CD do ano” – Prêmio Caiubí 2011

Suggested Artist Honors, Song of the Year 2012

Especiais

Trilha sonora do filme norte-americano No pain, no gain (2008)

Gravadora inglesa ASTRANOVA Records lança o CD Yesterday´s tomorrow (2008)

Música Argila é relançada no disco Pearl Brazilian Team 3 (1998)

Integra o portfólio do Jingle Punks, e-business musical (2009)

Entra na programação de 150 college rádios nos Estados Unidos e alcança o TOP 30 duas vezes (2011)

MAX DE CASTRO

Guitarrista, produtor, compositor e cantor, Max de Castro une a modernidade às raízes sólidas da música brasileira. Começou a carreira ao formar uma banda na adolescência com Pedro Mariano e Daniel Carlomagno; participou do programa Cia de Música; trabalhou como arranjador e compositor no disco João Marcelo Bôscoli e Cia e Pedro Mariano, tendo se firmado como produtor musical de artistas como Thalma de Freitas, Klébi, Patrícia Marx e Cláudio Zoli. De 1998 a 1999 integrou o projeto Artistas Reunidos que uniu no palco do Supremo Musical seis jovens músicos – Jair Oliveira, Daniel Carlomagno, Luciana Mello, Pedro Mariano e Wilson Simoninha – que tiveram como convidados especiais Djavan, Jair Rodrigues, César Camargo Mariano, Claudio Zoli, Netinho, Otto, entre outros. O projeto resultou em um CD ao vivo, lançado em março de 2000. No mesmo ano, lançou pela gravadora Trama o CD Samba Raro, um sucesso de público e crítica.

Max de Castro recebeu o Prêmio APCA – Associação Paulista dos Críticos de Arte – como Revelação 2000. Em 2002 lançou o CD Orchestra; em 2005 lançou o terceiro álbum, Max de Castro, com parcerias em composições como Lulu Santos e Nelson Morra; e participações especiais de músicos como Nana Vasconcelos, Trio Mocotó e Bocato.

 

SERVIÇO

Show: Lanny´s Quartet & Convidados

Data: 7 e 8 de abril (participações especiais de Max de Castro e Roney Giah)

Horário: 19 horas (sábado) e 18 horas (domingo)
Local: SESC Bom Retiro

Endereço: Alameda Nothmann, 185
Entrada:  R$ 24 (inteira); R$ 12 (usuário inscrito no SESC e dependentes, maiores de 60 anos, professores da rede pública e ensino e estudantes com comprovante); R$ 6 (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no SESC e dependentes).
Telefone: (11) 3332-3600

Classificação: 12 anos
Site: www.sescsp.org.br

Estacionamento: 105 vagas

Matriculados (comerciário e usuário): R$ 4,00 e R$ 8,00 (visitantes).

 

MAIS INFORMAÇÕES À IMPRENSA

Printec Comunicação www.printeccomunicacao.com.br

Vanessa Godoy vanessa.godoy@printeccomunicacao.com.br

Betânia Lins – betania.lins@printeccomunicacao.com.br

Tel: (11) 5182-1806 // Cel: (11) 7338-3879 // 9274-9651

www.lannygordin.com.br

www.roneygiah.com.br

www.trama.uol.com.br/max